SEPARAÇÃO. COMO FALAR COM OS FILHOS?




Quando falamos em divórcio do casal e a separação dos pais, falamos de um processo doloroso tanto para o casal quanto para os filhos, sabendo que o divórcio está tornando-se cada dia mais comum e quase uma constante social. Para os filhos, a separação dos pais é sempre um motivo de muita tristeza. São momentos dolorosos de perda e frustração, que aumentam o stress gerando uma desestabilização emocional em todos. Como a separação é gerida e vivida é o que de fato causa a desorientação emocional dos filhos e não ela em si. Desde que nascemos, convivemos com vários tipos de modelos, seja na família de origem, na família que criamos e na família que participamos. Então conviver harmoniosamente seria uma forma de respeitar os limites nossos e dos outros independente da situação. Todo clima do lar, assim como a estabilidade emocional dos filhos, dependerá do humor, da atenção e das condições do pai ou da mãe que tenha ficado com a guarda. Então os Pais precisam ficar atentos no manejo e condução da separação por conta do risco de traumatizar os filhos numa fase, que estão em desenvolvimento físico e psicológico. O casal quando grita e se agride, pode deixar seus filhos assustados e inseguros, uma vez que as crianças não tem a maturidade e vivência que nós temos para discernir uma coisa de outra. Devemos pensar também em explicar com calma e cautela sobre a separação, para que eles entendam que "o amor do casal" acabou, mas o deles não. Então, neste momento a fórmula acertada é uma postura equilibrada, onde os Pais possam explicar com muita tranquilidade, com o mínimo de sofrimento para os filhos.


Dúvidas, perguntas e sugestões, escreva um email:

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© criado por Carla Reichert